Notícias

Ruraltins e parceiros encerram capacitação 100% on-line em avicultura

30/04/2021 - Lúcia Brito/Governo do Tocantins

Com a participação de cerca de 60 técnicos do Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins) e entidades parceiras, o Governo do Tocantins, com apoio do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), encerrou nesta sexta–feira, 30, a parte teórica da capacitação técnica em avicultura.

Realizada 100% on-line, por causa das restrições impostas pela Covid-19, a oficina foi idealizada pelo Ruraltins e ministrada pela professora Kênia Ferreira Rodrigues, da Universidade Federal do Norte do Tocantins (UFNT), doutora em Zootecnia pela Universidade Federal de Lavras, Minas Gerais.

Durante cinco dias os participantes puderam alinhar seus conhecimentos sobre as tecnologias direcionadas a atividade, as alternativas rentáveis de produção, as principais linhagens criadas no Tocantins, o manejo adequado das aves, a biosseguridade no cuidado diário e como preparar os diferentes produtos para a comercialização, tendo por objetivos fortalecer a cadeia e o atendimento aos produtores.

“Curso produtivo, com informações relevantes para a assistência aos produtores rurais de aves do Estado, que permite ao técnico agregar e atualizar informações referentes ao manejo diário com avicultura caipira. A abordagem foi completa trazendo conceitos de bem estar animal, nutrição, sanidade, meios de comercialização, ou seja, todos os elos da cadeia produtiva, com foco especial na valorização da marca "caipira”, considerou a zootecnista e extensionista rural, Layla Castro, do escritório local do Ruraltins, de Sítio Novo, no extremo norte do Estado. 

De Cariri, Wilmar Costa Silva, técnico em agropecuária, da unidade local, também aprovou a forma adotada para manter os profissionais qualificados quanto à criação de aves caipira.“Achei excelente essa forma virtual de aprendizagem. A dinâmica adotada trouxe uma bagagem muito grande de informações, que será de grande valia nas orientações prestadas aos produtores nessa atividade, tão presente nas propriedades rurais”, avaliou.

O gerente de Assistência Técnica e Extensão Rural, José Carlos Moraes, coordenador da oficina, ressalta que o Ruraltins vem acompanhando os novos tempos para responder de forma efetiva as demandas do Tocantins em diferentes situações.

“O Ruraltins com a realização desta capacitação, de maneira virtual. mostra sua capacidade de se renovar, principalmente neste momento de pandemia, se utilizando dessas novas ferramentas de comunicação para poder ofertar aos seus técnicos um serviço de assistência técnica e extensão rural alinhado com o que há de mais moderno em termos de tecnologias para a condução das atividades no Tocantins. Conhecimentos esses que consequentemente serão colocados a serviço dos agricultores do Estado. Isso é prova de que o Ruraltins tem capacidade de responder às demandas do Estado em diferentes situações”, pontuou o gerente, complementando que no próximo mês de maio ocorrerá a parte prática do curso de avicultura, em algumas propriedades rurais das cidades de Araguaína, Porto Nacional, Gurupi, Aliança, Divinópolis e Palmas, cumprindo todas as normas sanitárias de saúde, evitando aglomerações e a disseminação do novo Coronavírus no Estado.

Oportunidade

A capacitação faz parte das metas do Convênio Oportunidade de nº 839847/2016, firmado entre Governo do Tocantins e o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

Executado em todas as regiões do Estado pelo Ruraltins, o convênio Oportunidade tem por finalidade fortalecer os serviços de assistência técnica e extensão rural, no sentido de garantir, ao agricultor familiar, melhorias na gestão da sua propriedade, favorecendo maior geração de renda e melhoria na qualidade de vida da sua família.

No Tocantins, 800 famílias de agricultores, com renda de zero a quatro salários mínimos, estão sendo beneficiadas pela assistência técnica e extensão rural com as ações do convênio. Já os investimentos para os trabalhos de assistência técnica somam R$ 3,057 milhões, viabilizando os atendimentos por meio de oficinas, visitas de campo, bem como a aplicação de instrumentos e coleta de informações sobre as atividades que estão sendo acompanhadas, possibilitando assim a identificação das cadeias produtivas prioritárias nas propriedades.

Os produtores são assistidos pelas sete regionais do órgão, com a seguinte distribuição: Araguatins, com 128 agricultores familiares; Paraíso do Tocantins, com 100; Taguatinga, com 100; Miracema, com 108; Araguaína, com 100; Porto Nacional, com 124; e Gurupi, com 140.

Avicultura

A avicultura é uma atividade dedicada à criação de aves para produção de alimentos, em especial carne e ovos, sendo bastante praticada tanto em grande escala, quanto em pequenas propriedades rurais.

No Tocantins, de acordo com o último Censo do IBGE, o rebanho é de mais de 7 milhões de cabeças, em 48.549 propriedades rurais. Já os dez maiores produtores de aves são: Palmeiras do Tocantins, Aguiarnópolis, Porto Nacional, Araguaína, Luzinópolis, Pugmil, Miracema, Paraíso do Tocantins e Cachoeirinha.