Notícias

Assentados compartilham histórias de vida durante entrega de alimentos pelo Governo do Tocantins no Bico do Papagaio

13/05/2020 - Brener Nunes/Governo do Tocantins

Quantas histórias as imensas árvores de coco babaçu do Bico do Papagaio escondem? Os moradores de assentamentos rurais contam um pouco de suas vidas aos servidores do Governo do Tocantins, que por meio do Instituto de Desenvolvimento Rural (Ruraltins), estão entregando cestas básicas para tentar minimizar o impacto da pandemia causada pelo novo Coronavírus.

Mesmo não podendo ter muito contato ou trocar muitas palavras. O olhar dos moradores assentados já diz tudo. A gratidão é nítida. Peles castigadas pelo trabalho árduo no sol, não ofuscam a felicidade estampada no sorriso. São mais de 90 toneladas de alimentos distribuídos em assentamentos de 19 municípios do Bico do Papagaio. Com apoio da Secretaria de Estado do Trabalho e Desenvolvimento Social (Setas), os servidores estão indo de casa em casa para evitar a aglomeração de pessoas, evitando risco de contaminação.

Para o presidente do Ruraltins, Thiago Dourado, as histórias do Bico são infinitas. “Imagina o que cada morador tem a contar? Estamos conhecendo um pouco da história da região, e vimos o quanto estas famílias estão precisando, o quanto elas estão passando por dificuldade neste momento de isolamento e o quanto elas se sentiram importantes e lembradas quando chega um carro do Governo demonstrando que o Governador Mauro Carlesse lembrou delas com a entrega destas cestas”, afirmou.

Histórias

Juanilde Silva, moradora do assentamento Santa Isabel, próximo a Esperantina, contou um pouco de sua história. Mãe de dez filhos, de resguardo da última criança, recebeu a equipe do Ruraltins enquanto lavava roupas. “Estou aqui na luta, operada, mas não posso parar porque são muitas crianças, e cuido delas sozinhas”, relatou Juanilde Silva, que não escondeu o sorriso mesmo com toda a dificuldade.

Dona Francisca dos Santos vive em uma propriedade rodeada de netos. O local parece uma pequena vila. São quatro casas, um filho em cada uma. “Moro aqui há pouco tempo, mas nunca estou sozinha, são quase vinte netos para me fazer companhia”, conta a senhora. Ela também afirma que toma os cuidados para a prevenção do novo Coronavírus. “Tenho máscara aqui sim, só não tenho álcool em gel porque está difícil de achar”, contou.

Balanço

Até essa terça-feira, 12, o Ruraltins chegou a assentamentos dos municípios de Ananás, Angico, Araguatins, Augustinópolis, Axixá, Buriti, Cachoeirinha, Carrasco Bonito, Esperantina, Itaguatins, Luzinópolis, Maurilândia, Praia Norte, Riachinho, Sampaio, São Bento, São Miguel, São Sebastião, Sítio Novo.

Já foram atendidas até agora 4,9 mil famílias nestes 19 municípios.