Notícias

Ruraltins de Pedro Afonso executa últimas ações do Programa de Aquisição de Alimentos

28/12/2020 - Edvânia Peregrini/Governo do Tocantins

 

O Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins) de Pedro Afonso, município localizado a 134 km de Palmas, executou as últimas ações do Programa de Aquisição de alimentos (PAA)/Compra direta da Agricultura Familiar de 2020. As aquisições e doações contemplaram produtores e entidades, respectivamente, dos municípios de Pedro Afonso, Santa Maria do Tocantins, Bom Jesus do Tocantins e Tupirama.

Conforme a unidade, ao todo foram atendidos 14 produtores rurais das quatro localidades, e beneficiadas nove entidades, somando cerca de 1.000 famílias de alunos atendidas com as doações de alimentos.

A extensionista responsável pelo programa na unidade, Gracilene Freitas da Silva Martins, explica que os valores aplicados na aquisição de alimentos da agricultura familiar nesses municípios foram de R$ 75.000. “A compra de produtos dos agricultores enquadrados no Pronaf [Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar] é uma forma de fortalecer esse segmento, podemos dizer que com esse valor aplicado nesses municípios, garantimos a geração de renda dos produtores, e ainda, com as doações, beneficiamos muitas famílias que se encontram, hoje, em situação de insegurança alimentar. É gratificante ver que os produtos adquiridos têm destino certo e chegam a essas famílias”, disse.

A produtora Sindevan Rodrigues Capistrano Costa, é uma das cadastradas no programa, oferecendo produtos como ovos, farinha, feijão, temperos e frutas. Com as restrições devido à pandemia do Coronavírus, dificultando a comercialização dos seus produtos na cidade, a produtora comemora a oportunidade de poder comercializar seus produtos ao Programa, que ajuda com doações a quem realmente precisa.

PAA

O Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) é uma das ações do Governo Federal, por meio do Ministério da Cidadania, sendo executado no Estado pelo Ruraltins. O PAA propicia a aquisição de alimentos excedentes dos agricultores familiares, com isenção de licitação, a preços compatíveis aos praticados nos mercados regionais.

Para participar, os agricultores familiares devem possuir a Declaração de Aptidão ao Pronaf (DAP) e estar organizados, preferencialmente, em grupos formais (cooperativas e associações) ou informais, mas também podem participar individualmente.