Notícias

Em Tocantínia agricultor comemora bons resultados com assistência técnica do Ruraltins

15/09/2019 - Lúcia Brito/Governo do Tocantins

Na Chácara Brejo do Meio, a 7 km de Tocantínia, o agricultor Domingos Abade Costa, de 46 anos, comemora os bons resultados alcançados na propriedade. Lá, em uma área de cinco hectares a variedade produtiva se destaca no cultivo da mandioca para fabricação de farinha, banana, coco e galinha caipira. Seguindo as orientações dos profissionais do Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins), como adubação correta do solo e manejo adequado, o agricultor aumentou a produtividade e atualmente colhe 4 toneladas de banana por ano, conduzida por irrigação, e produz 40 toneladas de mandioca por hectare.

Típico agricultor familiar, Domingos Abade, conta que antes da presença contínua do técnico em sua propriedade, produzia para sua subsistência, com pequena comercialização do excedente. A condução das atividades era feita por conta própria, sem nenhum conhecimento especifico ou adoção de tecnologias, causando perda de tempo e baixa produtividade.

“A gente passa muito tempo trabalhando pensando que está certo, mas quando chegam os técnicos, que têm conhecimento, e observam que não está correto o que estamos fazendo, e oferecem alternativas diferentes, a gente descobre no decorrer do atendimento que estava mesmo trabalhando da forma errada, e passa a fazer a coisa certa. Foi o que aconteceu na chácara. Aqui, por exemplo, as aves estavam doentes, e a adubação usada na lavoura não era a recomendada. Mas, graças as orientações recebidas do Ruraltins, apliquei o remédio certo na criação, troquei a adubação conforme as indicações, e consegui aumentar a produtividade”, avaliou.

Domingos Abade ressalta ainda que as orientações repassadas durante as visitas provocaram também mudança de atitude, os gastos diminuíram e já pensa em construir uma casa de farinha, para atender a demanda do mercado. “Quando seguimos as recomendações e mudamos de atitude, o resultado chega. Hoje mudei minha forma de trabalhar, e tenho mais conhecimento de como produzir com qualidade. O que produzo, como a banana, o coco e a mandioca, já é vendido na cidade e nos programas Compra Direta e Alimentação Escolar. O próximo passo é implantar uma mini fábrica de farinha, gerando emprego e renda. Quem chega e observa meu modo de produzir percebe logo que aqui tem orientação técnica, pois isso não acontece por acaso”, frisa o agricultor orgulhoso.

Conforme o técnico agrícola, Raulino Noleto de Moura, um dos responsáveis pelo atendimento, na Chácara Brejo do Meio, a presença continua está sendo possível por meio do convênio Oportunidade firmado pelo Governo do Estado e Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), que tem por objetivo prestar assistência com foco na gestão das propriedades, desenvolvimento tecnológico, capacitações aos produtores rurais e técnicos, bem como monitoramento das ações desenvolvidas.

 “Em uma propriedade como essa, bem diversificada, com atendimento diário, conseguimos chegar a tempo de evitar prejuízos. O Oportunidade, como o próprio nome diz, oportuniza melhorarias na produção, conforme as aptidões. Orientamos não só na condução geral das atividades produtivas, como também na inserção desses produtos no mercado. Além disso, fazemos intercâmbios trazendo profissionais de todas as áreas do Ruraltins para recomendações especificas ao produtor,”, avalia.

Mais famílias atendidas

O convênio Oportunidade, no qual o agricultor Domingos Abade é atendido, tem o objetivo de prestar assistência técnica a 800 produtores rurais em todas as regiões do Tocantins enquadrados nas Classes D e E,

A equipe responsável pelo convênio vem realizando uma série de oficinas de trabalho com o intuito de ouvir e agregar ao projeto contribuições dos técnicos responsáveis pela execução, como também dos produtores atendidos, além de dar visibilidade às boas práticas de gestão e as tecnologias que já estão sendo utilizadas pelos agricultores acompanhados, gerando impactos positivos na produção, na gestão das propriedades e na melhoria da qualidade de vida dessas famílias. O convênio possui prazo previsto para finalizar suas atividades em dezembro de 2019, a proposta é aditivar o prazo por mais três anos, para garantir a continuidade das ações, sem paralisações.

Entre os dias 17 a 20 de setembro, os profissionais do órgão vão estar nos municípios de Taguatinga, na região sudeste, e em Gurupi, na região sul do estado.

As primeiras oficinas aconteceram nos municípios de Paraiso e Miracema, com a participação de técnicos de campo e equipes dos escritórios regionais e central do Ruraltins, e visitas de campo.