Notícias

Projeto Rota do Peixe planeja ações estruturantes para o setor

03/04/2019 - Lúcia Brito/Governo do Tocantins

O Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins) participa do projeto Rota do Peixe, ação coordenada pela Secretaria da Indústria Comércio e Turismo. Na manhã desta quarta-feira (03) o presidente do órgão, Fernando Silveira, acompanhado da equipe da gerencia de Aquicultura e Pesca, bem como de diretores da área de assistência técnica e extensão rural, participaram da abertura da oficina de planejamento, em Palmas, na sede da Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB).

O encontro, que acontece durante todo dia, tem como objetivo apontar as contribuições de cada instituição envolvida no projeto para inclusão dos atores locais. Em seu pronunciamento, Fernando Silveira, destacou o papel da extensão rural no Estado, ressaltando que o Ruraltins está presente nos 139 municípios, com um corpo técnico atuante e atento ao desenvolvimento das cadeias produtivas, a exemplo da piscicultura.  

“Considero esse momento de grande relevância para os produtores, onde as instituições buscam alavancar o setor, no sentido de colocar o Estado como um dos principais produtores de peixes do país”,  frisou o gestor.

Durante a realização da Agrosudeste – Feira Agrotecnológica da Região Sudeste do Tocantins, as instituições apresentarão, aos produtores da localidade, esse planejamento para inclusão nos projetos estruturantes. A feira acontece de 11 a 13 de abril, em Almas, sendo coordenada pelo Ruraltins.

Conforme o Gerente de Aquicultura e Pesca do Ruraltins, Andrey Costa, a piscicultura na região sudeste é praticada em 13 municípios, com produção de mais de 9 mil toneladas/ano, movimentando mais de R$ 97 milhões, sendo o maior polo produtor do estado. Esses e outros dados da região foram apresentados na oficina, pelo gerente.

“O Ruraltins é o órgão executor das ações diretas do arranjo produtivo da piscicultura, realizando levantamento, mobilizando o público alvo para oficinas, além de identificar os principais gargalos e demandas do setor. Os extensionistas do órgão, recentemente, percorreram todas as regiões do Estado para realizar o Censo da Piscicultura, uma ação inédita no Tocantins, que traz informações gerais da área. O resultado desse trabalho será apresentado na Agrotins 2019”. explicou.

Unidades Produtivas

Dentro da programação da Rota do Peixe, nesta terça-feira (02) as instituições envolvidas visitaram as unidades produtivas e o Centro  de Pesquisa em  Melhoramento Genético de Peixes Nativos e Tilápia (Aquabel), em Brejinho de Nazaré.

A proposta do projeto Rota do Peixe é financiar projetos estruturados, e tem como objetivo levantar demandas, fazer matrizes e direcionar projetos, que podem ser financiados, por meio do Ministério do Desenvolvimento Regional e demais instituições que apoiam a ação.

Atualmente, o Tocantins possui cerca de mil piscicultores distribuídos em todas as regiões do Estado, com produção de 14 mil toneladas de peixes por ano.