Notícias

Dia de campo da bovinocultura marca programação da Agroalmas 2018

15/04/2018 - Lúcia Brito/Governo do Tocantins

A Fazenda Pindoba, de propriedade do produtor, Jairo Alves, localizada no município de Dianópolis, sediou o Dia de Campo da Bovinucultura, neste sábado, 14, como parte da programação da 2ª Feira Agrotecnológica de Almas (Agroalmas). De acordo com João Filho, chefe do escritório do Ruraltins, em Almas, e um dos responsáveis pela assistência técnica prestada ao produtor, a propriedade é uma referencia na região no desenvolvimento do Plano ABC, que é a agricultura de baixa emissão de carbono, empregando tecnologias de  recuperação/renovação de pastagens, utilizando o sistema integração lavoura, pecuária e floresta, por isso foi escolhida para sediar o encontro.

“A Fazenda Pindoba é um modelo de produção sustentável, contribuindo para a transferência de tecnologias. Pois, o que está  implantado aqui, na formação de pastagens e condução do rebanho, serve para outros produtores da região replicarem em suas localidades. Ao todo são cinco propriedades de referencia na região, na aplicação das propostas do Plano ABC, desde que começamos a difundir as tecnologias, há quatro anos, em parceria com a Embrapa, além do apoio de instituições da iniciativa privada”, afirmou o extensionista.  

Dividido em estações, o dia de campo abordou diferentes temas voltados para a bovinocultura. Em grupos os participantes acompanharam, por meio dos pontos distribuídos em áreas especificas da propriedade, as explanações dos pesquisadores e técnicos. Em um dos circuitos, o pesquisador da Embrapa e zootecnista,  Pedro Alcântara, falou sobre as variedades de capim desenvolvidas pela empresa, como alternativas para a diversificação de pastagens, a exemplo do BRS Capiaçu. “Essa espécie se destaca pela produtividade e valor nutritivo da forragem, podendo ser feito de três a quatro cortes, além de permitir a confecção de silagem para suplementação do pasto no período da seca. Com planejamento e a escolha da forrageira mais adequada a sua propriedade, o produtor pode garantir pasto de qualidade o ano inteiro”, explicou.

Nas outras estações foram abordados ainda a gestão em pecuária, manejo reprodutivo e a importância do controle de plantas daninhas para a produtividade das pastagens.

O agricultor Jairo Alves, ressaltou que atividades como essa são muito importantes para o acesso aos novos processos de produção. “A coisa mais importante aqui é a divulgação de novas tecnologias, alternativas de produção, como também  o entrosamento com as assessorias técnicas, tanto do Ruraltins quanto da Embrapa, e empresas privadas. Sabemos que todos têm muita coisa para nos ensinar, e precisamos do conhecimento deles para crescer e melhorar o rendimento nas propriedades”, frisou.  

Participaram ainda do Dia de Campo, na Fazenda Pindoba, a gerente de Agropecuária do Ruraltins, Ana Clara Bohnen, bem como a supervisora regional do Ruraltins de Paraíso, Rosiane de Souza Luz, técnicos de escritórios locais do órgão, das regionais de Paraiso, Miracema, Taguatinga, Gurupi e de Palmas, representantes de outras instituições ligadas ao setor rural e alunos do Colégio Agrícola de Almas.

Circuito da Pecuária Sustentável

Com o objetivo de promover o desenvolvimento da pecuária nos municípios onde serão construídos matadouros frigoríficos, no sentido de melhorar a produção e produtividade dos rebanhos, foi realizado o Circuito da Pecuária Sustentável, pela Secretaria da Agricultura e Pecuária (Seagro). De acordo com Erika Jardim, diretora de Políticas para Pecuária, durante o evento, ocorrido também no sábado,14, no Colégio Agricola de Almas, temas como oportunidades  na  cadeia  produtiva  da  pecuária  de  corte,  com  a  construção  de  matadouros frigoríficos, Plano  ABC no Tocantins  e  suas  contribuições  para  desenvolvimento  de  uma  pecuária sustentável; geração  de  renda  a  partir  dos  dejetos  da  pecuária: Biofertilizantes,  Biogás e Energia   Elétrica ; Soluções Energéticas e Ambientais; e Linhas  de  Financiamento  do  Programa  ABC, dentre outros, foram propostos.

“Nosso objetivo foi mostrar aos produtores os caminhos para o desenvolvimento de uma pecuária mais limpa, trabalhando em cima da nossa maior potencialidade e vantagem que é intensificar a pecuária, através do número de pastagens, dentro do Plano Agricultura de Baixa Emissão de Carbono (Plano ABC), no sentido de introduzir não só uma carne de qualidade, que o mercado exige, mas produzir com sustentabilidade respeitando o meio ambiente. Então, a nossa proposta com a realização do circuito, que vai rodar todo Estado, é produzir carne respeitando o meio ambiente, uma atitude que o  mundo quer hoje” disse Erika Jardim.

Agroalmas

A Agroalmas tem como objetivos apresentar resultados e disseminar  as tecnologias Plano ABC, que trata da Agricultura de Baixa emissão de Carbono, visando o aumento da produtividade e da lucratividade agropecuária.

O evento é uma realização do Governo do Estado, por meio do Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins), da Secretaria de Estado do Desenvolvimento da Agricultura e da Pecuária (Seagro), bem como da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Banco da Amazônia, Serviço de Apoio as Pequenas e Micro Empresas (Sebrae), da Prefeitura Municipal de Almas, Colégio Agrícola de Almas e Fazenda Galiléia, com o apoio de parceiros e instituições privadas.