Notícias

Ruraltins incentiva criação de peixes em barraginhas

05/01/2018 - Iranilde Gonçalves/Governo do Tocantins

Na próxima quarta-feira (10), no município de Almas, o governo do Estado, por meio do Instituto de Desenvolvimento Rural (Ruraltins), em parceria com a Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh), o Projeto Pirapitinga e Empresa Agronorte, realizarão, às 9h, na comunidade Baião, localizada na fazenda Gangas, de propriedade do agricultor Genilton de Souza Barbosa, a doação de cerca de 4 mil alevinos aos agricultores beneficiados com as barraginhas no município. A ação visa incentivar os agricultores, a aproveitarem o período das chuvas, fase em que as barraginhas estão cheias, a criarem peixes para subsistência, contribuindo assim, com a segurança alimentar das famílias.

De acordo com João Filho, chefe da unidade local do Ruraltins de Almas, os agricultores das comunidades quilombolas, Baião e Poço Dantas, beneficiados com as barraginhas, além de receberem cerca de 100 alevinos cada, do proprietário do Projeto Pirapitinga, também receberão a ração inicial, doada pela empresa Agronorte, para alimentar os peixes e todo suporte técnico do Ruraltins.

“O Projeto Barraginhas, no município de Almas, tem por objetivo maior a retenção de água das chuvas, ajudando nas questões ambientais, especificamente no que se referem ao lençol freático. As comunidades Baião e Poço Dantas, foram beneficiadas aqui na região. Sendo Almas um polo forte da piscicultura, veio a ideia de incentivar os agricultores a criarem peixes, mesmo que seja em pequena quantidade e só mesmo para subsistência, contribuindo com a segurança alimentar das famílias. Então, buscamos parcerias para concretizar a ideia, recebendo a doação de aproximadamente 4 mil alevinos do Projeto Pirapitinga e a ração inicial da empresa Agronorte”, comentou João Filho, reforçando que o Ruraltins, além de contribuir com todas as ações relacionadas às Barraginhas, juntamente com a Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh), fará também todo o acompanhamento técnico, o trabalho de reflorestamento, recuperação e cercamento das nascentes, com doação das mudas a serem adquiridas em parceria com a Semarh.

Ainda de acordo com João Filho, o tempo de criação dos peixes nas Barraginhas varia de 6 a 7 meses, sendo entre janeiro a julho, período em que os peixes devem chegar aproximadamente 500 gramas, tempo ideal para o consumo.

 

 

 

 

 

Compartilhe esta notícia