Notícias

Extensionistas vão a campo monitorar ações junto aos médios produtores

31/08/2017 - Lúcia Brito/Governo do Tocantins

Depois de selecionar os produtores, apresentar proposta e planejar as ações dentro do Projeto de Assistência Técnica e Extensão Rural para médios produtores, o Governo do Estado, por meio do Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins), em parceria com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), inicia nesta segunda-feira, 4 de setembro, uma nova fase de atividades, primeiramente junto ao público selecionado da região central do Tocantins.

Segundo a extensionista e engenheira agrônoma do Ruraltins, Milene Mendonça Magalhães, a iniciativa vai contemplar três categorias, sendo pecuarista de corte e misto (100 produtores), de culturas anuais (40 produtores) e de fruticultura (60 produtores).

“Nesta etapa os técnicos vão a campo para prestar orientações, respeitando o perfil de cada produtor, e de acordo com o planejamento. Nos meses de junho, julho e agosto, apresentamos o projeto, selecionamos os produtores e aplicamos o diagnóstico. Agora começam as visitas técnicas nas propriedades. Porque em cima do levantamento feito, já temos condições de trabalhar naquilo que o produtor precisa”, disse.

A engenheira ressalta ainda que, durante as visitas, outros convênios em andamento, nos quais os técnicos estão envolvidos, também serão monitorados, no sentido de otimizar recursos e dar maior efetividade no atendimento.  “O técnico quando vai a campo ele representa o Ruraltins. Se na região houver outra ação sendo realizada, ele vai observar os resultados, pois nós temos vários convênios em execução, como o Oportunidade, Fomento Rural e Quintal Verde. Além desses projetos, temos as ações das Chamadas Públicas de Agroecologia e de Ater”, observou a engenheira.

Ater para médio produtor

O projeto Ater para médio tem como objetivo contribuir com o desenvolvimento econômico e social dos médios produtores rurais do Tocantins, de modo a estimular a diversificação da produção, melhorar a produtividade e consequentemente ampliar a renda. Ao todo serão atendidos 400 médios produtores de 32 municípios do Estado, envolvendo cerca de 50 técnicos do órgão.

Municípios contemplados

O projeto tem duração de dois anos, com recursos no valor de R$ 861.639,32 a serem aplicados, contemplando os seguintes municípios: Goiatins, Paranã, Rio Sono, Monte do Carmo, Dois Irmãos do Tocantins, Dueré, Araguaçu, Pium, Palmeirante, Arraias, Lizarda, Natividade, Jaú do Tocantins, Ponte Alta do Tocantins, Peixe, Formoso do Araguaia, Paraíso do Tocantins, Miracema do Tocantins, Gurupi, Guaraí, Taguatinga, Dianópolis, Palmas, Porto Nacional, Araguaína, Colinas do Tocantins, Babaçulandia, Wanderlândia, Couto Magalhães, Brejinho de Nazaré, Goianorte, Maurilândia do Tocantins.

Compartilhe esta notícia