Notícias

Ruraltins promove capacitação em agroecologia para agricultores de Jaú do Tocantins

29/08/2017 - Lúcia Brito/Governo do Tocantins

O Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins) realiza até sexta – feira, 1 de setembro, um Curso de Produção Agroecológica de Hortaliças para os agricultores do Projeto de Assentamento Volta do Rio, situado no município de Jaú do Tocantins, a 378 km de Palmas.

A oficina de capacitação faz parte das ações da Chamada Pública em Agroecologia, da Secretaria Especial da Agricultura Familiar e Desenvolvimento Agrário (SEAD), que tem por objetivo beneficiar 1.250 famílias de agricultores das regiões central, sul e norte do Estado, consolidando práticas produtivas de agroecologia já existentes, focadas na produção saudável de alimentos, livres de agrotóxicos.

De acordo com o engenheiro agrônomo do Ruraltins, Kim Carlos Gomides, Jaú faz parte do Lote 49, da referida chamada, que contempla ainda os municípios de Araguaçu, Cariri do Tocantins, Dueré, Figueirópolis, Alvorada e Talismã.

“O curso tem duração de 16 horas, onde trabalhamos um modelo construtivista e participativo, com os agricultores. Na comunidade existe uma unidade de hortaliças implantada, mas que atualmente está desativada. Então propomos a reestruturação da unidade, com a construção de uma casa plástica,  a recuperação dos canteiros e do solo. Além disso, vamos implantar um sistema de irrigação, com a confecção de microaspersores, para serem instalados na Unidade Demonstrativa. Ainda dentro do conceito da agroecologia,  incentivamos a adubação verde, inclusive com a identificação de plantas nativas que podem ser utilizadas, disponibilizamos também informações sobre o acesso as politicas públicas, ressaltando o fortalecimento e o reconhecimento do papel da mulher no campo, bem como o empoderamento do jovem na atividade da agropecuária de uma maneira geral. O curso, com essa metodologia próxima a realidade do agricultor,  proporciona a melhoria do sistema produtivo dele e o resultado é fantástico”, avaliou o engenheiro agrônomo, um dos facilitadores do curso, que conta ainda com a participação do técnico em extensão rural, Julio Cesar Nogueira Eiras e de Wallas Pereira da Silva, auxiliar administrativo.

Chamada Pública

A Chamada Pública em Agroecologia, da Secretaria Especial da Agricultura Familiar e Desenvolvimento Agrário (SEAD), tem duração de três anos e  visa trabalhar o desenvolvimento social, econômico e ambiental das famílias.

A ação contempla oito municípios na região central, sete na região sul e 11 no Bico do Papagaio. Ao todo serão investidos mais de R$ 6,5 milhões, beneficiando 1.250 famílias de agricultores.

Compartilhe esta notícia